Ferraz de Vasconcelos lidera o ranking regional e ocupa o 3º lugar no ranking estadual entre as cidades com a maior taxa de homicídios entre jovens de até 19 anos. A taxa de mortalidade é de 39,4 a cada 100 mil habitantes jovens. Em 2008 foram registrados 13 homicídios, um crescimento de 225% em relação a 2007, quando aconteceram quatro assassinatos com vítimas desta faixa etária. Em Itaquá, a taxa de homicídios contra jovens é de 51,4 a cada 100 mil habitantes. Para se ter uma ideia, a proporção de jovens é de 68,1 a cada 100 mil. A cidade é a 13ª do Estado que mais mata adolescentes. Arujá também possui altos índices. A cidade é a 19ª mais perigosa para os jovens no Estado. A taxa de homicídios é de 49,3 a cada 100 mil habitantes, maior do que a proporção de jovens por 100 mil que é de 14,2 pessoas.
Suzano conseguiu diminuir o índice negativo. Em 2007 tiveram 26 assassinatos, o que rendia o 27º lugar no ranking estadual. Um ano depois o índice caiu para 17, levando a cidade a 36ª posição.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 25/02/2011
Por: Jamile Santana