Levantamento dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, ligados ao Departamento de Saúde dos Estados Unidos, mostra que em pouco mais de uma década houve crescimento de 51% nas internações por acidente vascular cerebral isquêmico entre homens de 15 a 34 anos. Nas mulheres dessa faixa, a alta foi de 17%. No Brasil, as doenças cerebrovasculares também tiveram aumento expressivo entre os jovens, segundo números do Datasus, banco de dados do Ministério da Saúde. Entre 1998 e 2007, houve crescimento de 64% nas internações por AVC entre homens, e de 41% entre mulheres na faixa de 15 a 34 anos. Para a neurologista Sheila Martins, o aumento maior dos casos entre os brasileiros deve-se ao pouco controle dos fatores de risco. O jovem, segundo ela, está ingerindo mais sal, bebendo mais álcool e comendo mal.

Publicado por: Folha de S. Paulo (SP)
Por: Guilherme Genestreti
Em: 02/03/2011