Estudo recente publicado pela AVG, empresa de segurança na internet, descobriu que 92% das crianças norte-americanas têm presença online quando chegam aos 2 anos de idade. Um terço das mães ouvidas nos Estados Unidos disse que tinham postado fotos dos seus recém-nascidos online e 34% delas publicaram sonogramas dos seus bebês no ventre. Segundo o estudo, as norte-americanas são mais prováveis de postar fotos dos seus filhos na internet do que as mães de qualquer outro país do mundo. Isso levanta uma questão sobre livre escolha. Diferentemente dos adultos, esses bebês e crianças têm imagens transmitidas por todo o mundo antes de poderem ao menos se manifestar sobre o assunto.

Publicado por: O Tempo (MG)
Em: 02/03/2011