Levantamento da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em escolas particulares mostra que a maioria dos adolescentes do ensino médio começa a fumar por influência dos pais, dos amigos ou na balada. A pesquisa feita pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid) ouviu 2.691 estudantes, de 28 escolas particulares e de diferentes classes econômicas. Participaram jovens que fumam há pelo menos 30 dias. Foram aplicados questionários sobre a frequência em casas noturnas, pessoas próximas que são fumantes e religião. Os resultados revelaram que ambos os sexos fumam quantidades semelhantes, mas por diferentes fatores. Garotas fumam mais em festas, quando têm pouca atenção dos pais e quando não são religiosas. Já os garotos são mais influenciados pelos amigos e por uma eventual morte dos pais.

Publicado por: O Povo (CE)
Em: 02/03/2011