Prefeito Marco Bertaiolli recebeu Marcos Penido e acertou a construção de uma creche

O conjunto da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) do Jardim Bela Vista, em César de Souza, receberá até junho de 2012 uma unidade do programa de expansão de creches de Mogi.

A confirmação do investimento estimado em R$ 1 milhão foi feita ontem pelo prefeito Marco Aurélio Bertaiolli (DEM) após reunião com Marcos Rodrigues Penido, secretário-adjunto de Estado da Habitação e presidente da CDHU.

Penido veio a Mogi para vistoriar áreas onde serão construídas moradias habitacionais para famílias de baixa renda e idosos. Esticou o roteiro de vistoria e verificou as condições do terreno de 3 mil metros quadrados de área, pertencente ao órgão, que fica na região do Jardim Bela Vista, onde a Prefeitura quer construir a creche para 110 crianças. Após uma conversa rápida com o Bertaiolli, na Prefeitura, o presidente da CDHU não deixou dúvidas: “Vamos ceder o terreno à Prefeitura de Mogi, em sistema de comodato. É uma área ampla, que daria para a construção de novas moradias, mas uma creche também é uma excelente proposta”, comentou Penido.

De acordo com o prefeito, até o final deste mês, será oficializada a doação da área da CDHU à Prefeitura e, no segundo semestre, deverá ser aberta a concorrência pública para construção da unidade que fará parte do pacote de 40 creches. “Trata-se da primeira unidade do último pacote de oito creches que iremos construir e entregar até junho de 2012. É uma excelente notícia, em especial às mães que residem no CDHU de César de Souza e que não terão mais de seguir com seus filhos para o outro lado da cidade, debaixo de chuva e sol, só para levá-los na creche”, defendeu Bertaiolli.

Segundo o prefeito, será o terceiro conjunto habitacional a receber uma creche da sua administração. “Já temos o Conjunto Seki, no dia 26 deste mês será o Conjunto Toyama e, em 2012, o CDHU de César de Souza”. Do pacote de 40 creches, Bertaiolli já inaugurou 19, existem 13 em construção e outras oito ainda serão licitadas.

Regularização
O secretário-adjunto da habitação Marcos Rodrigues Penido garantiu que até o fim deste ano serão regularizadas 4,2 mil moradias construídas no município. São pelo menos sete conjuntos habitacionais (Seki, Vila Cléo, Toyama, Jundiapeba I e II, Jardim Bela Vista e Vila Nova Aparecida), construídos nos últimos 25 anos e entregues à população, mas sem o Habite-se, documento que comprova a propriedade do imóvel e extremamente necessário em negociações de compra e venda.

“Há anos as prefeituras vem conversando com a CDHU para regularizar os
empreendimentos. E agora, no início do mandato do governador Geraldo Alckmin esta é uma das prioridades. Vamos construir mais moradias, porém, sem esquecer das antigas que precisam ser regularizadas”, explicou o secretário Penido.

Dentre os empreendimentos que estão prestes de receber a certidão, o prefeito Marco Aurélio Bertaiolli (DEM) citou o Conjunto Habitacional da Vila Cléo. “Lá praticamente todos os apartamentos já estão sendo registrados em cartório. Vamos fazer um mutirão e legalizar os demais”, disse.

Publicado por: Mogi News
Em: 04/03/2011
Por Noemia Alves