As aulas de Língua Portuguesa e Matemática prometem ser diferentes. A partir de hoje, mais de 1,6 mil educadores da rede municipal de Mogi das Cruzes participarão de três dias de atividades para a organização da escola e formação continuada com foco nas duas disciplinas. A programação começa com as reuniões de organização pedagógico-administrativa nas escolas e continua até a sexta-feira com a formação “Fazendo Uso das Unidades Didáticas de Língua Portuguesa e Matemática”, promovida pela Secretaria Municipal de Educação.

A formação reunirá educadores de escolas municipais e creches subvencionadas. As atividades já estavam programadas desde dezembro do ano passado quando foram elaborados os calendários escolares. As aulas voltam normalmente na segunda-feira. “Como em todos os anos, está é uma formação continuada realizada em horário de trabalho para aprimorar o trabalho desenvolvido em sala de aula a partir dos documentos que orientam a organização curricular de nossas escolas”, comentou a secretária municipal de Educação, Maria Geny Borges Avila Horle.

As escolas foram divididas em dois grupos para o estudo das Unidades Didáticas de Língua Portuguesa e Matemática, que trazem sugestões de atividades, informações complementares, dicas e orientações para avaliação. Em um dia, os educadores farão o estudo na escola e no outro participarão de oficinas na Universidade Braz Cubas e assistirão à palestra “Professor – um gestor de pessoas na sala de aula” com Tobias Ribeiro, consultor educacional e coordenador do Programa Gestão Escolar de Qualidade, da Fundação L´Hermitage, no auditório do Cemforpe.

Os educadores puderam se inscrever por meio de um sistema online em uma das 28 oficinas oferecidas durante a formação. O diferencial é que as atividades serão coordenadas por educadores da rede municipal e abordarão temas como produção de textos, leitura de histórias, coesão, noções de matemática presentes no cotidiano, entre outros. “Desde as Matrizes, o objetivo é aproximar o conteúdo do cotidiano do aluno. Neste ciclo de formação, o interessante é o envolvimento de nossos educadores não só na elaboração do documento, como nas atividades práticas que serão apresentadas aos outros profissionais”, avaliou a secretária.

Publicado por: O Diário de Mogi
Em: 09/03/2011