Investir no jovem é o caminho para romper a pobreza mundial. Este é o tema do ano do relatório da Situação Mundial da Infância, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Em uma análise global, a Unicef considera que o investimento no jovem é urgente e que esta geração será responsável por solucionar problemas como as crises financeira e ambiental, além de pandemias e o envelhecimento da sociedade. Segundo levantamento do órgão, 30% da população brasileira tem menos de 18 anos. Pensando no futuro, a Guarda Mirim de Suzano vêm acolhendo jovens que buscam uma oportunidade no mercado de trabalho. Só no ano passado, 1,8 mil foram beneficiados.

Segundo o presidente da Guarda Mirim, Natal José Francisco, são realizadas atividades de desenvolvimento pessoal e aulas de português e matemática, tudo para aperfeiçoar o conhecimento do jovem e, em seguida, encaminhá-lo ao mercado de trabalho. De acordo com ele, jovens de 14 a 24 anos podem se inscrever para participar do programa. “Hoje temos 300 adolescentes trabalhando. O jovem é o presente e tem de estar inserido em atividades focadas para que ele tenha uma formação melhor, uma visão mais abrangente. Mesmo já tendo melhorado bastante, a carência no mundo continua sendo o investimento do jovem”.

De acordo com ele, para participar do programa, os jovens são avaliados pelo currículo escolar. Em seguida, a Guarda Mirim aplica uma prova de redação para ver o grau de interesse do candidato. “Temos cerca de 100 estudantes aguardando a oportunidade. Os jovens que começam aqui não se arrependem”, revelou Francisco, completando ainda que a Guarda Mirim é uma associação sem fins lucrativos que já atendeu mais de 10 mil adolescentes em três décadas e possui mais de 100 empresas parceiras. “30% da população do País, segundo a Unicef, é considerado jovem. Temos 20 milhões de adolescentes brasileiros. Temos de investir mais e não apenas como cumprimento de uma exigência”.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 22/03/2011
Por: Ariane Noronha