Três creches mogianas interromperam suas atividades por conta do surto de conjuntivite que afeta a cidade desde o início deste mês. As escolas infantis chegaram a fechar as portas por uma semana pela doença que afetou alunos e professores. Em uma das creches, 20 crianças contraíram a infecção e as aulas foram suspensas até a quarta-feira da próxima semana. Somente neste ano, 6 mil casos de conjuntivite foram registrados pela Secretaria Municipal de Saúde.

Para tentar evitar que a doença se espalhe ainda mais, os funcionários das creches adotam medidas preventivas simples, como a higienização geral dos utensílios e a utilização de álcool em gel. Porém, mesmo com a prevenção, fica difícil controlar a situação. A diretora Dayane Sartorato, de uma das creches que ficaram fechadas na última semana, mas que já abriu as portas, o Centro de Convivência Infantil Integrado (Ceim) Antônio Boz Vidal, em César de Souza, orientou todas as professoras para que tomassem cuidado com as mãos e mantivessem o cuidado redobrado com a higienização do ambiente escolar.

Mesmo assim, oito funcionárias contraíram a doença, assim como cinco crianças. “As aulas foram retomadas, mas o quadro ainda não está completo”, disse Dayane. “Outras três funcionárias ficaram com conjuntivite ontem e precisaram se afastar”.

O pequeno João Vitor Santos Amaral, de 4 anos, foi um dos que ficaram doentes. Ele conta que a mãe também pegou a doença e os dois precisaram se tratar com soro. “Meus olhos ficaram vermelhos”, disse o menino. “Arde e coça. Não quero pegar isso de novo”.

Mais casos
A creche com o maior número de casos foi a Horácia de Lima Barbosa, no Jardim São Pedro, que teve 20 casos de contágio, das 150 crianças matriculadas, além de oito das 20 funcionárias, e fechou suas portas na manhã de sexta-feira passada. Um cartaz foi colocado na entrada da escola avisando aos pais dos alunos que as aulas estão suspensas pelos próximos dias por causa do surto.

A creche El Shadday, na Vila Nova Aparecida, também teve suas atividades interrompidas, mas voltou a funcionar na manhã de sexta, quando a direção resolveu que o problema está controlado.

Publicado por: Mogi News
Em: 03/04/2011
Por: Guilherme Peace