Archive for maio 13, 2011


No dia em que se recorda a abolição da escravatura no Brasil, dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostram que ainda os negros convivem com extremas dificuldades no país, pois a taxa de mortalidade entre jovens negros é maior do que a de brancos. Metade dos óbitos entre 2001 a 2007 para pessoas de 15 a 29 anos é provocada por fatores externos como os homicídios, por exemplo. Leia mais aqui. Estas e outras notícias no rodapé do blog.

Mesmo após o governo estadual ter anunciado ontem reajuste de 11% no salário dos servidores do Centro Paula Souza (Sinteps), funcionários das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) vão dar início a greve hoje, conforme o DAT informou ontem. Trabalhadores não concordaram com o porcentual apresentado e farão um ato público às 14 horas, no campus da Fatec de São Paulo. A ação deve reunir 300 pessoas.

Segundo a secretária-geral do Sinteps, Sílvia Elena de Lima, o ato será mantido e os trabalhadores vão decidir se vão manter a greve ou não. “É muito pouco. Com 11% de reajuste, o salário vai continuar o mesmo”, afirmou ela. “Pelo que tudo indica, a greve deverá ser mantida para os próximos dias também”, acrescenta. O sindicato quer que o salário seja reajustado em 58,9% para os docentes e 71,79% para os servidores técnico-administrativos.

A proposta feita pelo governo do Estado será submetida à Assembleia Legislativa e deverá alterar o salário de mais de 17 mil profissionais de Etecs, Fatecs e servidores administrativos da instituição. Com o reajuste, que passa a vigorar a partir de 1º de julho, o salário inicial para jornada de 40 horas passa de R$ 2 mil para R$ 2.220,00 para os professores que lecionam nas Etecs , e de R$ 3.600,00 para R$ 3.996,00 para os docentes das Fatecs.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 13/05/2011
Por: Ariane Noronha

O valor de reajuste salarial anunciado ontem pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) aos professores da rede estadual não agradou a classe trabalhadora. O governador propôs um aumento gradativo de 42,2% em quatro anos, no qual o primeiro será de 13,8% a partir de 1º de julho. Para o ano seguinte, a previsão é 10,2% de acréscimo. Em 2013, o porcentual será de mais 6% e, em 2014, subirá 7%. Os porcentuais são para que tem jornada de trabalho de 40 horas semanais. Professores no Alto Tietê não concordam com a decisão e querem a incorporação das gratificações e bônus no reajuste, além da data-base salarial para 1º de março, sob o risco de greve no dia 20.

“O governador está acionando o reajuste para julho e isso não ajudaem nada. Queremosredução de jornada de trabalho para 20 horas semanais e diminuição de alunos por sala de aula para até 25. Hoje cada sala chega a até 50 estudantes”, afirmou o conselheiro do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) em Suzano, Marcos Luiz da Silva. O dirigente sindical disse ainda que marcou uma reunião no Conselho Regional de Ensino,em São Paulo, entre os representantes das instituições de cada cidade. e estão com uma perspectiva de entrar em greve no próximo dia 20.

A diretora da Apeoesp de Poá e Ferraz de Vasconcelos, Jucinéa Benedita dos Santos, avalia o reajuste. “Já reivindicamos 36% de reajuste de imediato, retroativo a março. Entendemos que o porcentual apresentado por Alckmin, daqui há dois anos, estará defasado”, afirmou ela, ao completar que a categoria abrirá nova negociação e reivindicará carga de 20 horas com aluno e 20 horas destinadas a capacitação dos professores. “Cumprimos hoje uma carga de 40 horas, sendo 33 horas-aulas e apenas 7 horas com atividades preparatórias aos alunos. Já existe uma lei federal que permite que o professor lecione por 27 horas e cumpra 13 horas de atividades, mas, o Estado não se manifestou a respeito”, finalizou.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 13/05/2011
Por: Ariane Noronha 


O juiz da 2ª Vara Criminal de Suzano, Celso Maziteli Neto, decretou ontem, a prisão preventiva dos quatro policiais militares envolvidos no caso do sumiço do jovem Alan Patrick Soares, de 17 anos, em março deste ano. Maziteli acatou a denúncia do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP) que alegou que os policiais, do 17º Batalhão: Renato Carlucci Alves dos Santos (sargento), Abery Tadashi Cabral Takano (sargento), Claudio Silveira Gomes (cabo) e Alexandre Alves de Carvalho (soldado) são culpados pelos crimes de: homicídio doloso qualificado, ocultação de cadáver e abuso de poder. A prisão preventiva não conta com um prazo determinado, então, os envolvidos neste delito poderão permanecer detidos no Presídio Militar Romão Gomes, na capital até o julgamento. Eles já foram mantidos presos provisoriamente pela Justiça Militar por 30 dias, cujo prazo vence hoje.

Caso sejam condenados, eles poderão cumprir até 30 anos de pena, já que de acordo com o Código Penal, o crime de homicídio doloso qualificado tem sentença prevista de12 a30 anos.

No mandado, foi redigido que a prisão preventiva era necessária para garantir a ordem pública e assegurar a aplicação da lei penal.

Novos detalhes

O DAT apurou com fontes que investigam este caso que a PM não tem dúvidas que estes quatro policiais são realmente os autores destes crimes. Várias provas garantem esta certeza: testemunhas confirmaram que uma viatura da Força Tática com quatro integrantes (no dia do acontecimento, apenas a viatura destes policiais contava com quatro passageiros) abordou o jovem na moto, esta mesma viatura foi autuada em um radar na rua Dr. Prudente de Moraes no momento da perseguição e foi confirmado através do sinal de telefone que os policiais estavam, as 2h30 na avenida José Anchieta, em Bertioga quando receberam uma ligação do batalhão. Há também um vídeo de segurança de uma empresa na estrada do Areião, em Suzano, que filmou a viatura. Mesmo com todas estas provas, os policiais suspeitos negam as acusações.

Os laudos dos exames de DNA do sangue encontrado na parte traseira da viatura e nas peças de roupas encontradas no rio Guacá, em Bertioga, ainda não foram concluídos. Assim como também a confrontação balística – porém, na estrada do Areião os cartuchos encontrados seguem a numeração utilizada pela PM.

Confirmação

No inicio da noite de ontem, o DAT procurou o comandante do 32º Batalhão da Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), Aparecido Pavanelli, uma vez que a ocorrência foi no Jardim Maitê, em Suzano – área de patrulhamento do 32º. O tenente-coronel confirmou o recebimento dos mandados.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 13/05/2011
Por: Vivian Turcato

O programa Bolsa Universidade da Secretaria de Estado da Educação está com inscrições abertas até hoje. A Diretoria de Ensino de Suzano – que abrange as escolas da cidade, e de Ferraz de Vasconcelos – está com 13 vagas disponíveis. A iniciativa concede bolsas de estudos aos universitários interessados em atuar aos finais de semana como educadores do programa Escola da Família em escolas públicas.

Os bolsistas desenvolvem atividades compatíveis com a natureza de seu curso de graduação, ou de acordo com as suas habilidades pessoais. Em contrapartida, a Secretaria de Estado da Educação custeia 50% do valor da mensalidade do curso,  até o limite de R$ 267, e o restante é  assumido pelas Instituições de Ensino Superior.

Além de Suzano, a Diretoria de Ensino de Mogi das Cruzes, que engloba as regiões de Biritiba Mirim e Salesópolis, está com 32 vagas abertas para o programa.

Candidatura
Para se candidatar é preciso estar regularmente matriculado em uma instituição de ensino superior conveniada por meio do programa à Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE). Os candidatos também não podem receber outro tipo de bolsa ou financiamento, que provém de recursos públicos. Além disso, os estudantes precisam ter disponibilidade para atuar como educador universitário aos finais de semana. Os interessados devem acessar o site http://www.escoladafamilia.fde.sp.gov.br, e realizar a inscrição.

Processo
Após as inscrições, os candidatos terão até o dia 17 deste mês para entregar a relação de documentos na Diretoria de Ensino. Depois disso, as fichas de inscrições são submetidas à aprovação das Instituições de Ensino Superior e das Diretorias de Ensino. Sendo aprovados, os bolsistas serão encaminhados ao início das atividades nas escolas.

Publicado por: Diário de Suzano
Em: 13/05/2011


A população de Mogi ganhou mais um espaço para a prática de atividades físicas e aulas de iniciação esportiva. A Prefeitura preparou uma grade de atividades gratuitas e monitoradas por profissionais especializados para atender crianças e idosos no Parque Leon Feffer. Há uma unidade da Academia da Terceira Idade (ATI) e da Academia para Pessoas Especiais (APE).

As inscrições para participar de qualquer uma das atividades oferecidas pela Prefeitura no espaço podem ser feitas no próprio parque ou pelo telefone (11) 4729-6356. No caso das aulas de modalidades esportivas, podem participar crianças e adolescentes de8 a14 anos. Estão disponíveis aulas de atletismo, de futebol, de vôlei e de handebol. Estas atividades fazem parte do projeto Viva Mais Esporte.

“O Parque Leon Feffer tem uma característica de prática esportiva e de atividades de lazer, além de ser um local de fácil acesso para a comunidade. Estamos realizando diversas melhorias no espaço e aproveitando para oferecer à população uma série de atividades que ajudarão na melhoria da qualidade de vida das pessoas”, destacou a responsável pelo local, Lucila Manzatti.

Mais atividades
Ela lembra que o espaço verde existente no parque também será aproveitado. Neste caso, será realizado o projeto Caminhada Verde, às segundas e quartas-feiras, das 7h00 às 7h50. “Os participantes, além do espaço e do contato com a natureza, também terão o acompanhamento de um profissional especializado, o que faz toda a diferença”, disse Lucila.

Também às segundas e quartas-feiras, serão realizadas aulas de ginástica e de dança. Serão abertas duas turmas, que terão aulas entre 15h00 e 15h50 e entre 16h00 e 16h50. Neste caso, os participantes deverão ter a partir de 15 anos de idade.

Publicado por: Mogi News
Em: 13/05/2011

As disputas do cabo de guerra vão fechar a jornada esportiva programada pelo Serviço Social da Indústria (Sesi) no Centro de Atividades (CAT) Nadir Dias de Figueiredo, no Distrito de Braz Cubas, neste final de semana. A competição faz parte da 64ª edição dos Jogos Industriários (Jois), cuja solenidade de abertura será realizada, a partir das 9 horas deste domingo, com o desfile das delegações das empresas participantes. Na programação, ainda a abertura do Torneio Relâmpago Futsal e Voleibol Esporte Escolar, a partir das 10h45.

Além da presença de autoridades de Mogi e Região, a solenidade de abertura ainda terá o acendimento da pira pelo ex-jogador de vôlei Montanaro, a participação de Simone Miyuki Ashiuchi – da empresa Kimberly Clark, que fará o juramento do atleta, e o pronunciamento do responsável estadual pela área de Esportes e Lazer do Sesi.

As disputas do cabo de guerra serão neste domingo, mas estão programados outros confrontos neste sábado, a partir das 8 horas. No Sesi mogiano, a rodada prevê confrontos de futebol de campo (seis jogos), vôlei de areia masculino e feminino (6 partidas) e outros três confrontos de tênis de campo – simples e duplas.

No ano passado, a GM faturou o título do cabo de guerra masculino, seguida por Valtra, Elgin, Petrom e Prada. Já no feminino a vitória foi da Nachi A, com a Elgin em segundo e a Valtra B,em terceiro. A Pradaacabou em quarto, seguida pelas equipes B e C da Mabesa.

Sistema
Mais uma vez, 31 empresas vão tentar tirar a hegemonia da ADC Valtra, campeã do ano passado, com um total de 485 pontos. Maior vencedora do evento organizado pelo Sesi – com 11 títulos consecutivos (1997 a2008), a empresa se recuperou da derrota na temporada 2009 e em 2010 desbancou a então campeã Mabesa, que acabou na segunda colocação, com 380 pontos.

A edição mogiana dos Jois deste ano tem um menor número de empresas em relação ao ano passado, quando 37 se inscreveram para as disputas. Por outro lado, o número de modalidades passou de 20 para 28. Entre as novidades para este ano, modalidades como dança de salão, paintball e futebol de sete, no campo gramado soçaite do Sesi.

A disputa segue nos mesmos moldes dos últimos 63 anos. A previsão é de que os Jois terminem no dia 20 de agosto. A festa da premiação está programada para o dia 31 de agosto.

O evento tem a seqüência de participação em âmbito estadual no basquete, futebol de campo, futsal sênior, máster e feminino, voleibol e vôlei de areia, e interestadual no tênis de mesa, xadrez, atletismo e natação.

Os campeões de cada região garantem vaga nos Jogos do Sesi Região Sudeste. Os melhores classificados entre as cinco Regiões do Brasil (sul, sudeste, centro-oeste, norte, nordeste) são convidados para os Jogos Nacionais do Sesi.

Publicado por: O Diário de Mogi
Em: 13/05/2011
Por: Gerson Lourenço

%d blogueiros gostam disto: