A insatisfação dos funcionários do Centro Paula Souza com o porcentual de 11% reajuste salarial apresentado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) essa semana paralisou as Faculdades de Tecnologia (Fatecs) de Mogi das Cruzes e Itaquaquecetuba. As Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) da região, por sua vez, não aderiram à paralisação. Mais de 500 trabalhadores das Etecs e das Fatecs participaram ontem do lançamento oficial da greve, na capital. A ação deve perdurar nos próximos dias.

De acordo com a secretária-geral do Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza (Sinteps), Sílvia Elena de Lima, todos os manifestantes chegaram ao consenso de que vão manter a greve. “Faremos uma caminhada no próximo dia 20, no bairro Bela Vista. Vamos também nos reunir na Secretaria Estadual de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia”, afirmou.

Procurada pela reportagem do DAT, o Centro Paula Souza informou, por meio da assessoria de Imprensa que um levantamento feito com todas as Etecs e Fatecs foi feito e apontou que das 214 escolas que responderam à consulta até o momento, 86% informaram que não vão aderir à paralisação e 4% responderam que em sua unidade a adesão será parcial.

O sindicato quer que o salário seja reajustado em 58,9% para os docentes e 71,79% para os servidores técnico-administrativos. A proposta feita pelo governo do Estado, no entanto, passará a vigorar a partir de 1º de julho.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 14/05/2011
Por: Ariane Noronha