Quando morava em Lorena e as filhas, Ana Carolina e Vitória, ainda eram pequenas Ademilson de Souza Freire descobriu um grupo de escoteiros na cidade. A partir de então, passou a frequentar o grupo e logo virou um dos instrutores. Ao se mudar para Suzano decidiu organizar os escoteiros e hoje contabiliza cerca de 100 jovens e outros 20 adultos que atuam como “chefes”. Mais do que encontros entre jovens, o escotismo prega a auto-disciplina e o desenvolvimento das habilidades dos jovens.

Em Suzano, o grupo não tem perfil definido e a faixa etária vai dos 6 aos 18 anos. Todos os sábados eles têm um encontro marcado das 13h30 às 17 horas no Parque Municipal Max Feffer. Lá são realizadas atividades diversas e passeios que incluem conteúdo cultural e contato com a natureza.

Leia a entrevista completa aqui.

Publicado por: Diário de Suzano
Em: 22/05/2011