Mogi das Cruzes deve arrecadar R$ 400 mil nos próximos meses para doação à Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). A meta foi definida pelo prefeito Marco Aurélio Bertaiolli (DEM) durante o lançamento da pedra fundamental de construção do Centro de Reabilitação da entidade, que será erguido no Rodeio, em Mogi, e deve iniciar atendimentos em outubro (leia mais nesta página). Os cofrinhos de arrecadação serão espalhados por toda a Cidade e a expectativa é de que cada mogiano contribua com pelo menos R$ 1,00 para que se alcance o objetivo da campanha.

Bertaiolli declarou que a arrecadação será um gesto simbólico de agradecimento à AACD, que vai injetar cerca de R$ 4 milhões no Município. O prefeito lembrou que a meta representa 10% do investimento destinado ao prédio. “Não gosto de trabalhar com metas financeiras, mas somos uma Cidade de 400 mil habitantes e, se cada um de nós contribuir com uma moeda de R$ 1,00, poderemos atingir a meta de doação de R$ 400 mil. Este é um dia de agradecimento”, destacou.

As doações serão coletadas em pequenos cofres e, posteriormente, depositadas em uma conta corrente aberta especificamente para a campanha mogiana. A AACD deverá receber os donativos entre os dias 21 e 22 de outubro, quando acontecerá o próximo programa Teleton, que vai ao ar anualmente para veiculação da campanha nacional de arrecadação de recursos para apoio dos projetos de reabilitação das crianças com deficiência.

Bertaiolli anunciou ontem os nomes da professora Onélia Miranda e do engenheiro Rubens Marialva como os primeiros diretores da futura entidade. Eles deram início à campanha ontem, com a entrega dos primeiros cofres a representantes dos poderes Legislativo e Executivo e das entidades presentes na cerimônia. O presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio, Jair Mafra, manifestou apoio à arrecadação. “Pode ter certeza que cada um dos 20 mil comerciários contribuirão”, disse ao prefeito.

No último ano, o Teleton arrecadou um total de R$ 23.970.150. O valor é o recorde da campanha, sendo que a meta prevista para 2010 era de R$ 20 milhões. Os recursos serão aplicados na manutenção das 10 entidades já administradas pela AACD e na construção da unidade de Mogi. O prédio terá mil metros quadrados de área construída e será erguido em um terreno do Bairro do Rodeio. O presidente voluntário da AACD, Eduardo de Almeida Carneiro, destacou que a Cidade foi escolhida para implantação do projeto em razão de suas políticas públicas de apoio aos deficientes e à persistência da Administração Municipal.

Cápsula do tempo
Ainda durante a cerimônia, Bertaiolli informou que a Secretaria Municipal de Assistência Social receberá uma “cápsula do tempo”, que ficará à disposição da população até a inauguração da AACD. Quem se interessar poderá depositar mensagens na urna, que será aberta pelas gerações futuras, daqui a algumas décadas. As primeiras cartas foram colocadas no recipiente na manhã de ontem. A cápsula também recebeu jornais da Imprensa local, que noticiaram o lançamento da AACD em Mogi das Cruzes. A urna deverá ser enterrada no dia da cerimônia de inauguração do novo prédio.

Publicado por: O Diário de Mogi
Em: 26/05/2011
Por: Julia Guimarães