O estudante Nicolas Alexandre Ribeiro Vieira, de 7 anos, está desaparecido desde domingo. Segundo testemunhas, ele foi visto pela última vez por volta das 21 horas, sentado sozinho na rua Embu Guaçu, próxima a residência onde mora com os avós maternos, na rua Floreal, Jardim São José, em Poá. O menino vestia uma camiseta do uniforme da escola municipal Padre Eustáquio (cor branco com a gola azul), uma blusa de moleton (azul marinho), calça jeans e sandália. O setor de Investigação da Delegacia de Poá está à frente do caso.

De acordo com a mãe de Nicolas, a dona de casa Lucimara Ribeiro Vieira, 29, momentos antes do desaparecimento, o menino estava na casa de uma senhora, vizinha da família, e voltou para casa para buscar uma blusa. “O filho dela diz ter visto ele sentado na calçada sozinho. Brincou com ele, mas Nicolas teria ficado assustado. Foi a última pessoa que viu meu filho”, conta a mãe.

Na busca pelo menino, Lucimara distribuiu cartazes com a foto dele pela cidade. No entanto, não recebeu informações de seu paradeiro. Ela mora no bairro há 28 anos e disse que não desconfia ainda de ninguém. “Não tenho inimigos e desavenças”, afirmou.

Nicolas mora com os avôs e sua mãe mora com o marido e com sua irmã mais nova em outra casa no mesmo terreno. A mãe diz que o filho convivia bem com todos e não apresentou mudanças de comportamento nos últimos dias. O pai do menino reside no Ceará e a família dele em Ferraz. Lucimara acredita que o pai não tem motivos para ser o autor do sequestro. “Quem estiver com meu filho, me devolva. Meus pais criam o Nicolas desde que ele nasceu e estão sofrendo. São pessoas com idade avançada e com problemas de saúde. Não posso oferecer recompensa. Estamos desesperados”, diz.

Investigação
Desde domingo, a família e conhecidos de Nicolas procuraram por ele no Instituto Médico Legal (IML), na Promoção Social e nos hospitais da cidade. Policiais da Civil e da Militar estiveram no local ontem e vasculharam com um cão o matagal que cerca o Jardim São José em busca de vestígios do garoto, mas não encontraram nenhum indício.

Informações
Quem tiver qualquer informação do garoto pode ligar para os telefones 4636-3530 / 4636-9150 / 7775-2222.