Carrinho que Lucimara comprou para dar ao Nicolas quando fosse encontrado; ele faria 8 anos em 18 de julho

Na semana passada, fiz uma entrevista com Lucimara Ribeiro Vieira, mãe do estudante Nicolas que foi encontrado morto depois de 15 dias desaparecido no Jardim São José, em Poá-SP. Considero que o depoimento dado pela mãe foi importante para esclarecer a opinião pública sobre como se deu o desaparecimento da criança, as falhas da Polícia Civil na demora pelo registro e início das buscas e serviu de alerta para outras famílias terem com seus filhos e se manter mais atentos com as companhias e com a rotina diária das crianças.

Infelizmente, durante três meses entrevistando e pesquisando sobre desaparecimento de crianças e adolescentes, pude perceber o quanto a lei da busca imediata precisa de mais divulgação, tanto das autoridades, quanto da sociedade para fazer valer a legislação. Definitivamente, não é preciso esperar 24h, 48h ou até 72h para iniciar as buscas. A lei nº 11.259/06 determina que independemente da idade, a equipe de investigação deve iniciar as buscas a partir da notificação, sob pena do crime de prevaricação.