Tag Archive: Ferraz


Nesta edição, saiba o drama que passa 78 famílias que estão alojadas no Ginásio Municipal de Ferraz de Vasconcelos. Elas precisam de doações de alimentos, leite e fraldas. E mais, o impasse da Prefeitura de Poá e do Cruma, a cooperativa de reciclagem terá de ser desapropriada para a passagem do Rodoanel, mas ainda não tem local certo. Tem também STF aprova legalidade do Prouni, Vacinação contra a Gripe, Vestibular da Fatec, título eleitoral e muito mais.

Ouça aqui

Pelo site: http://politica360.podomatic.com/ você ainda pode ouvir os demais programas.

O Política 360º é transmitido ao vivo, aos sábados, a partir das 10h, na rádio comunitária Nova FM 87,5 MHz. O conteúdo é produzido numa parceria da Agência Atitude e do Blog de Poá.

E se você têm iTunes, pode assinar nosso podcast e receba as atualizações semanalmente.

A única escola pública em Ferraz de Vasconcelos que obteve média nas provas objetivas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) superior a média nacional (511) foi a Escola Técnica Estadual Ferraz (Etec Ferraz). Mas o resultado de 581 pontos deve ser mais explicado pela alta taxa de participação (79%) ante todas as demais instituições de ensino que sequer alcançaram metade da presença no Enem de 2010. Assim como no caso de Poá, a baixa participação influenciou no resultado da avaliação das escolas. Vale lembrar que a prova é feita de forma voluntária, ou seja, não é obrigatória a presença.

Outro aspecto interessante e que chama a atenção é o fato da Etec Ferraz ter se destacado frente às demais unidades de ensino médio. Dois fatores podem ter contribuído para este resultado e cabe aqui uma análise. Como o Enem tem um caráter de instrumento de medição do potencial do aluno e serve de passaporte para ingressar em uma universidade, uma escola com perfil mais profissionalizante como é o caso da Etec tem suas disciplinas direcionadas para o preparo do vestibulando e para o mercado de trabalho, ao contrário das escolas estaduais regulares.

Entre as escolas que mais melhoraram no intervalo de um ano foi a Professor Justino Marcondes Rangel, localizada na região do Lajeado, no Jardim Renata. Apesar de ainda não alcançar a média nacional, houve um crescimento de 11% entre 2009 e 2010. Mas embora positivo, o resultado não pode ser considerado significativo, uma vez que apenas 7% dos matriculados participaram do último exame contra 33% do ano anterior.
Veja o desempenho das demais escolas*:   

Escola

Media 2009

Média 2010

Presença

Variação %

JUSTINO MARCONDES RANGEL

444,2

493,11

7%

11,01

JARDIM SAO FERNANDO

444,6

486,94

14%

9,52

OLZANETTI GOMES

471,0

489,86

31%

4,01

MARIO MANOEL D. AQUINO

461,0

478,67

27%

3,83

JARDIM SAO PAULO II

458,9

471,62

14%

2,78

EDIR DO COUTO ROSA

465,3

476,7

14%

2,45

CARLINDO REIS

480,9

491,91

41%

2,28

ELIANE APA. DANTAS

476,9

486,82

15%

2,09

IIJIMA

488,9

498,23

16%

1,92

LANDIA SANTOS BATISTA

469,6

469,87

28%

0,05

PAULO A. PAGANUCCI

0,0

479,18

27%

0,00

MARTHA CALIXTO CAZAGRANDE

489,1

SC

7%

0,00

JOSE EDUARDO V. RADUAN

0,0

SC

7%

0,00

CONJUNTO HAB. PQ.DOURADO II

461,4

SC

10%

0,00

VILA CORREA II

489,7

489,13

28%

-0,12

TACITO ZANCHETTA

483,6

478,87

24%

-0,97

 * Não houve escolas com índice de participação entre 50% e 75%
SC: Sem cálculo – escola com menos de 10 participantes ou menos de 2% de participação
Fonte: Inep/MEC

A construção de uma unidade do Serviço Social da Indústria (Sesi), no Jardim Juliana, em Ferraz de Vasconcelos, se encontra em fase final. Em pouco mais de um mês, segundo a instituição, a escola será entregue e deverá atender aproximadamente dois mil alunos. Foi o que disse o secretário de Governo da prefeitura, Miguel Calderaro, ao acrescentar que ainda faltam alguns detalhes para a inauguração e que o local estará pronto para iniciar as aulas no segundo semestre.

“Até o dia 14 de julho as obras deverão ser concluídas. Faltam procedimentos finais para a entrega, como a limpeza do local, por exemplo”, afirmou. A obra gerou um investimento de R$ 12 milhões, no qual foi feito um convênio entre a prefeitura municipal e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O espaço vai oferecer aulas ao ensino fundamental e cursos profissionalizantes.

“Uma obra de grande valor que proporcionará a mudança de vida e dará garantias de um futuro melhor a milhares de jovens. Sou eternamente grato ao Paulo Skaf (presidente da Fiesp), por ter negociado e por olhar de forma especial para Ferraz”, afirmou o prefeito Jorge Abissamra em nota enviada pela Assessoria de Imprensa da prefeitura.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 18/05/2011
Por: Ariane Noronha


Ontem, os alunos da escola estadual Jardim São Paulo II, em Ferraz de Vasconcelos, foram surpreendidos com a presença de um dos maiores poetas brasileiros de cordel, Moreira Acopiara. Os 420 alunos tiveram a oportunidade de aprender mais sobre o gênero literário. “O gênero cordel é pouco conhecido e, como está na mídia, tem despertado interesse dos alunos. Nossa intenção é ampliar o número de empréstimos de livros na escola e fazer com que todos conheçam as várias obras literárias”, ressaltou a coordenadora da sala de leitura, Kelly Cristina Nunes.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 14/05/2011
Por: Ariane Noronha

Até 2012, Ferraz ganhará quatro escolas de ensino fundamental e três centros de educação infantil, beneficiando 5.485 crianças. As unidades serão construídas nos bairros Vila Santo Antônio, Jardim Juliana, Vila São Paulo, Jardim Temporim e Parque São Francisco.

Além disso, estão ocorrendo reformas e ampliações em algumas escolas, como na Escola Municipal Ensino Fundamental (Emef) Prefeito Ângelo Castelo, no Jardim Castelo, e na Emef Ruy Coelho, no Jardim São Giovani. Ao todo, incluindo as construções, ampliações e reformas, o investimento será de R$ 3,5 milhões.

A unidade do bairro Vila Santa Antônio será um Centro de Educação Unificado com capacidade para atender mil alunos da educação infantil ao 9º ano do ensino fundamental. No Jardim Juliana, será instalado uma unidade do Serviço Social da Indústria (Sesi), além de uma escola estadual, ambas de ensino fundamental, e que vão atender 2.310 crianças. O bairro que também vai receber uma escola estadual é o Vila São Paulo, para 1.575 alunos.

Os três centros de educação infantil deverão ser entregues até dezembro, segundo a prefeitura. Um será instalado no Vila São Paulo, outro no Jardim Temporim e o terceiro no Parque São Francisco. Além dessas unidades, a prefeitura afirmou ainda que, para este ano, as obras de ampliação nas Emefs Manoel Gomes dos Santos, no Jardim Anchieta; Vereador Mário Martinelli, no Jardim do Castelo; e a Vereador Elias Andere, no Vila Arbame, serão entregues.

Outras escolas também serão reformadas, no qual as obras deverão ser concluídas até o começo do ano que vem. Estas são: Emefs Prefeito Ângelo Castelo, Professor Ruy Coelho; Antônio Schiavinati; Nurimar Martins Hiar; Maria da Glória Dias Horvath; Maria Andena Costa; e Antônio Bernardino Corrêa.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 03/05/2011
Por: Ariane Noronha

Passados 13 dias do massacre de 12 alunos em uma escola do Rio de Janeiro, a equipe de reportagem do DAT visitou 12 unidades das redes municipal e estadual do Alto Tietê e conseguiu entrar em cinco delas sem a permissão de qualquer funcionário. A situação identificada denuncia a vulnerabilidade no sistema de segurança e no controle de entrada de visitantes nas instituições. As unidades de Poá e Itaquá apresentaram os maiores problemas, já que foi possível acessar até mesmo as salas de aula e pátios internos.

Na Escola Estadual Dulce Maria Sampaio, no Parque Marengo, em Itaquá, apesar de existirem uma secretaria e um portão com trava elétrica, a equipe entrou sem receber nenhum questionamento por parte dos funcionários e percorreu os três pavimento da unidade. A presença do DAT só foi percebida depois de dez minutos, quando a própria equipe se identificou.

Na Escola Estadual Domingos de Milano, na Vila Odete, é necessário se identificar para seguir até as salas de aulas, mas um portão lateral permitia o acesso até as quadras. A equipe tentou acessar as demais dependências da escola, mas foi abordada por funcionários. O DAT tentou entrar na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Charles Henry Tyler Townsend, mas um funcionário faz a triagem dos visitantes no portão de entrada.

Em Poá, a reportagem entrou nas escolas estaduais Professora Ivone da Silva de Oliveira, na Vila Áurea, e Padre Simon Switzar, na região central. Na primeira escola, onde o portão estava aberto, a equipe também só foi percebida após se identificar. Uma funcionária informou que, por se tratar de horário de entrada e saída de alunos e professores, o portão ficou aberto para circulação dos veículos. Na segunda instituição, a inspetora de alunos que permanece na entrada não percebeu o acesso da equipe, que circulou por todos os corredores e saiu sem ser notada. A Escola Estadual Bertha Corrêa, também no centro, possibilita a entrada de qualquer pessoa somente até a quadra esportiva, que estava repleta de crianças na manhã de ontem.

O DAT tentou entrar em duas escolas municipais de educação infantil e duas escolas estaduais de Suzano, mas em todas a equipe foi barrada na secretaria. Durante as visitas, foi possível identificar maior eficiência no sistema de segurança utilizado nas escolas municipais, em especial nas unidades que recebem bebês e alunos da educação básica. Em Ferraz, a equipe visitou a Escola Estadual Vila Corrêa II e não conseguiu ter acesso as salas de aula, mas circulou pelas áreas externas em torno do prédio.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Por: Cibelli Marthos
Em: 20/04/2011

A unidade do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Ferraz de Vasconcelos será entregue em junho. A confirmação foi feita na manhã de ontem pelo diretor regional da Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp-Ciesp), Milton Sobrosa, durante evento em que anunciou um suporte de R$ 109 milhões em investimentos para nove novas unidades do Sesi no Alto Tietê.

O de Ferraz foi construído no Jardim Yara e atenderá 1,4 mil alunos. Mil deles correspondem à demanda atual nos ensinos médio e fundamental. O restante é de alunos do Ensino de Jovens e Adultos (EJA). A obra teve início no ano passado e a expectativa inicial era de entrega no final de 2010.

O investimento na obra é de R$ 18 milhões. A área possui 15 mil metros quadrados. O Sesi de Ferraz será o primeiro da região a contar com o novo modelo de educação em período integral. Além disso, será também a primeira unidade a ter o novo projeto arquitetônico do sistema. “Nós vamos dobrar o número de salas na região com o novo modelo de ensino. Cada uma delas tem um prazo definido e a mais avançada é a de Ferraz, cuja entrega acontecerá em junho”, afirmou Sobrosa.

Ainda de acordo com Sobrosa, Ferraz foi a cidade mais beneficiada com o novo sistema de ensino. “Ferraz foi beneficiada porque ela foi anterior. Não pegou a metodologia de adequação de todas as escolas de período integral. Mas sim a adequação de unidades que estão em situação desprivilegiadas. Por conta disso, se lançou de alguns benefícios, como o dobro de salas. Isso não seria possível agora porque o plano é para atender a demanda já existente. Hoje, se a escola tem 500 alunos, vamos construir uma unidade nova para 500 alunos”, completou.

De todas as unidades que vão ser construídas na região, a de Ferraz de Vasconcelos é a única que terá novas salas e consequentemente novos alunos.

Atrasos
A obra será entregue com pelo menos seis meses de atraso em relação ao prazo inicial. Problemas no solo e na qualidade do material utilizado em parte da obra motivaram parte do atraso. Durante a obra foi necessária a substituição de parte do solo e parte do muro de arrimo que não atendia o padrão de qualidade exigido pelo Sesi.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 09/04/2011
Por: Willian Almeida

%d blogueiros gostam disto: