Tag Archive: violência


O Instituto Sangari, que elaborou o Mapa da Violência 2011, fez um vídeo-resumo com os principais dados apontados na última edição do levantamento. Veja.

Um estudante de 14 anos foi agredido com golpes de corrente em frente à Escola Estadual Historiador Isaac Grimberg, no Jardim Santa Tereza, na manhã de ontem, em Mogi das Cruzes. O autor dos golpes é um aluno de 13 anos. A briga foi denunciada à polícia pela diretora. A vítima sofreu ferimentos leves.

A escola fica na rua Fernando Namura. Segundo o DAT apurou, horas antes de irem ao colégio, os dois estudantes haviam se desentendido. O garoto de 13 anos, então, foi para casa, pegou uma corrente e seguiu o aluno até a unidade de ensino. Já em frente à escola, a dupla tornou a se desentender e o mais novo passou a agredir o mais velho com golpes de corrente nas costas e cabeça.

Ao ser informada sobre a briga, a diretora Marina da Rocha acionou a Polícia Militar (PM). O aluno agredido foi encaminhado ao Hospital Luzia de Pinho Melo, onde ficou internado em observação.

O estudante de 13 anos foi levado para o 2° DP, em Brás Cubas, onde confirmou ter agredido o outro aluno. Ele foi entregue aos pais, que tiveram que se comprometer em apresentá-lo à Vara da Infância e Juventude. O caso foi registrado como ato infracional.

Mais agressão
Um dia antes, uma criança de 11 anos por pouco não foi linchada em frente à Escola Estadual Professor Ilson Gomes, no Jardim Ivete. A vítima contou na delegacia que, na quarta-feira, foi agredida por uma aluna com chutes e socos dentro da escola. A agressora teria prometido nova pancadaria no dia seguinte, mas a agressão só não ocorreu, porque os irmãos foram buscar a criança.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 05/03/2011
Por: Deize Batinga

Pela primeira vez a Prefeitura de Itaquá promoverá a 1ª Semana de Combate à Violência. O evento será realizado entre os dias 21 a 28. Entre as atrações está a realização de aproximadamente 60 palestras sobre o tema. Elas serão direcionadas tanto para jovens como para adultos, como forma de conscientizar os grupos e estimular a cidadania entre eles. A informação foi repassada ontem pela manhã pelo secretário de Promoção Social, Elizeu de Miranda Corrêa, durante evento de aniversário de cinco anos da Casa do Adolescente, localizada na Avenida Emancipação, no Centro.

Ainda segundo o secretário, entre os parceiros estão: escolas e unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e do Centro de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) existentes no município.

Mulheres
Corrêa também adiantou que uma semana antes deste evento, logo após o Carnaval, serão realizadas festividades em alusão ao Dia Internacional da Mulher. A data é comemorada este ano no próprio dia de Carnaval. “Por conta disso, as atividades da mulher serão feitas em outro período”, observou Corrêa. Questionado sobre as atrações, o secretário destacou que elas serão reveladas em breve.

5 Anos
Com uma apresentação de balé contemporâneo e um café da manhã, a Prefeitura comemorou ontem os cinco anos de existência da Casa do Adolescente na cidade. Mais de 100 pessoas estiveram presentes no local, desde mães até os próprios jovens de 10 a 20 anos de idade atendidos no local.

O secretário de Promoção Social agradeceu a presença da população e ainda enalteceu o trabalho promovido no espaço desde 2006. “Este lugar é de extrema importância porque ele vem ajudando bastante na questão de prevenção dos jovens”, disse, referindo-se ao fato de que no local adolescentes têm a oportunidade de participar de oficinas gratuitamente. Para o secretário, tais ações diminuem problemas futuros, que podem ser ocasionados quando os jovens desperdiçam o tempo ocioso que têm.

Publicado por: Diário de Suzano
Em: 02/03/2011

Ferraz de Vasconcelos lidera o ranking regional e ocupa o 3º lugar no ranking estadual entre as cidades com a maior taxa de homicídios entre jovens de até 19 anos. A taxa de mortalidade é de 39,4 a cada 100 mil habitantes jovens. Em 2008 foram registrados 13 homicídios, um crescimento de 225% em relação a 2007, quando aconteceram quatro assassinatos com vítimas desta faixa etária. Em Itaquá, a taxa de homicídios contra jovens é de 51,4 a cada 100 mil habitantes. Para se ter uma ideia, a proporção de jovens é de 68,1 a cada 100 mil. A cidade é a 13ª do Estado que mais mata adolescentes. Arujá também possui altos índices. A cidade é a 19ª mais perigosa para os jovens no Estado. A taxa de homicídios é de 49,3 a cada 100 mil habitantes, maior do que a proporção de jovens por 100 mil que é de 14,2 pessoas.
Suzano conseguiu diminuir o índice negativo. Em 2007 tiveram 26 assassinatos, o que rendia o 27º lugar no ranking estadual. Um ano depois o índice caiu para 17, levando a cidade a 36ª posição.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 25/02/2011
Por: Jamile Santana

O número de homicídios em Itaquaquecetuba cresceu 25% em 2008 em relação ao ano anterior segundo o Mapa da Violência, divulgado ontem pelo Ministério da Justiça e elaborado pelo Instituto Sangari. A taxa de assassinatos em 2008 chegou a 29 vítimas a cada 100 mil habitantes. Este índice de homicídio rendeu a 17ª colocação no ranking dos municípios mais violentos do Estado. Suzano também possui altos índices: os homicídios cresceram 7% em relação a 2007 e a cidade ocupa a 30ª posição na listagem estadual. Mesmo assim, a cidade conseguiu ser excluída do ranking nacional dos cem mais violentos. Em 2007, a cidade ocupava o primeiro lugar, com taxa de homicídios de 88,4 a cada 100 mil habitantes. Em 2008, este número caiu para 24,7 a cada 100 mil pessoas.
No levantamento que leva em consideração a taxa de homicídios até os 19 anos, Suzano também conseguiu descer nove posições. Em 2007, a taxa de assassinatos contra jovens era de 48,6 a cada 100 mil habitantes jovens, o que rendia o 27º lugar no estadual. Em 2008, a cidade teve média de 33,5 assassinatos a cada 100 mil habitantes nesta faixa etária, a 36ª posição no Estado e a 304ª no País.

Itaquá pelos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) possui 351,5 mil habitantes. Em 2007, foram registrados 81 homicídios, número que pulou para 102 em 2008. Suzano registrou 64 homicídios em 2007 e 69 em 2008.
Ferraz de Vasconcelos ocupa o 36º lugar entre as mais violentos do Estado. O número de homicídios cresceu 178% entre 2007 e 2008. A taxa de homicídio a cada 100 mil é de 22,2 casos. Arujá vem em seguida com 19 a cada 100 mil habitantes, e ocupa o 53º lugar no ranking estadual.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 25/02/2011
Por Jamile Santana

Mogi das Cruzes é a 23ª cidade do País que mais mata jovens no trânsito, segundo o relatório do Mapa da Violência, divulgado ontem pelo Ministério da Justiça e pelo Instituto Sangari. O ranking nacional leva em conta a taxa de mortalidade no trânsito em relação ao número de habitantes e a média de óbitos envolvendo jovens de 15 a 24 anos. Mogi obteve um índice, em 2008, de 64,9 mortes a cada 100 mil habitantes jovens. A cidade é a única no Alto Tietê a aparecer no ranking nacional das cem maiores taxas de mortalidade por acidente de transporte (que incluem veículos, trens, aviões e navios). A cidade também é a única da região a aparecer no ranking nacional dos cem municípios com maior taxa de suicídio entre os jovens. Mogi está na 95ª posição, com uma taxa de 9,4 jovens suicidas a cada 100 mil.

Segundo especialistas, as rodovias da região, e a vida noturna em bares e restaurantes pode ser uma das causas que elevaram os índices de mortes na cidade. O próprio instituto também aponta como possível causa da elevação dos índices, a existência de rodovias perigosas.

Publicado no Diário do Alto Tietê
em 25/02/2011
por Jamile Santana

%d blogueiros gostam disto: