Leonardo Foroni Ferreira

Em 5 de outubro o mundo perdeu uma grande mente brilhante e inovadora. O co-fundador e ex-presidente da Apple, Steve Jobs, faleceu aos 56 anos de idade enquanto lutava contra um câncer no pâncreas.

Steve Paul Jobs e Steve Wozniak fundaram a Apple em 1976, a qual ficou conhecida por popularizar o computador pessoal. Desde essa época, Jobs sempre foi um visionário, enxergando o futuro, apaixonado pelo seu trabalho e aficionado à perfeição.

É até engraçado pensar como as pessoas viviam antigamente sem essa tecnologia. Ando nas ruas hoje e vejo centenas de pessoas usando fones de ouvido, a maioria delas usando esses fones plugados a um iPod ou a um iPhone. É impressionante como Jobs não criou somente os produtos, mas também uma espécie de cultura Apple. Você vai às lojas de computadores e percebe um aglomerado de pessoas em volta dos produtos Apple. Você vê propagandas em revistas ou até mesmo na televisão de pessoas usando iPads ou iPhones para mostrar um aplicativo ou um site.

Outra coisa que acho muito interessante, é que os produtos e a estratégia de marketing da Apple não atingem somente os jovens, mas sim pessoas de todas as idades, pois seus produtos são simples e fáceis de usar, fazendo com que ao apertar de um botão, qualquer pessoa consiga usar um produto Apple. Entretanto, é inevitável notar que o maior público consumidor destes produtos é o público jovem. A geração Y nasceu em meio a essa tecnologia. Esses produtos fazem parte de seu dia a dia em casa, na escola, na casa dos amigos, no ônibus, no metrô, na academia, em qualquer lugar.

Jobs fez um marco na história da computação. Fundou a Apple, deixou a empresa em 1985, fundou a NeXT e a Pixar, esta última, a criadora da animação Toy Story. Retornou a Apple em 1996, a qual se encontrava em dificuldades financeiras, e em 15 anos de trabalho, ele tornou a Apple em uma das empresas mais valiosas do mundo, com valor estimado de 340 bilhões de dólares. Hoje e sempre, será impossível pensar em Apple sem pensar em Steve Jobs.

Leonardo André Foroni Ferreira
é engenheiro de software na IBM Brasil e tem 21 anos