Category: Emprego


Nesta edição, novidades sobre a desapropriação de imóveis de Poá em virtude do Rodoanel. Empresas que doaram a candidatos já podem ser conhecidas. Inauguração da nova sede do NAP. Procurador Eleitoral pede impugnação de candidatos e muito mais.

 

Ouça aqui

Pelo site: http://politica360-2.podomatic.com/ você ainda pode ouvir os demais programas.

O Política 360º é transmitido ao vivo, aos sábados, a partir das 10h, na rádio comunitária Nova FM 87,5 MHz. O conteúdo é produzido numa parceria da Agência Atitude e do Blog de Poá.

E se você têm iTunes, pode assinar nosso podcast e receba as atualizações semanalmente.

 O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) recruta 58 jovens para vagas de aprendiz no Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae-SP), distribuídas em 28 cidades do Estado de São Paulo. As inscrições vão de 10 de fevereiro até às 18h do dia 13, no portal do http://www.ciee.org.br.

Poderão participar do processo seletivo jovens com idade entre 14 e 21 anos, matriculados no ensino fundamental ou médio, ou que tenham concluído o médio. Após essa fase, os inscritos serão chamados para provas de matemática, português e redação. Os aprovados nessa etapa passarão para a fase final do processo, que contempla entrevistas pessoais no CIEE e no Sebrae.

O salário é de R$ 622 além de auxílio-refeição de R$ 10 por dia, vale-transporte e assistência médica, para jornada de trabalho de 6 horas diárias, sendo quatro dias na organização e um de capacitação teórica no CIEE.

As regiões contempladas são: Alto Tietê, Araçatuba, Santos, Barretos, Bauru, Botucatu, São Paulo, Araraquara, São Carlos, Franca, Santo André, Guaratinguetá, Guarulhos, Marília, Osasco, Ourinhos, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba, Campinas, Jundiaí, Itapeva, Vale do Ribeira e Votuporanga.

Fonte: CIEE


Em primeiro lugar, é importante destacar que o Estatuto da Juventude classifica como jovem, pessoas  na faixa de 15 a 29 anos, assim como já preconiza a Organização das Nações Unidas (ONU). O projeto de lei nº 4.529/04 cria instrumentos de participação juvenil na formulação de políticas públicas, sejam elas, em nível federal, estadual e municipal. São os Conselhos de Juventude que acompanharão o andamento das políticas nas câmaras, nas assembleias e no Congresso Nacional, poderão financiar projetos de entidades que respeitarem os direitos ao jovem. Esta garantia dos conselhos foi assegurada no artigo 7 e mais detalhadamente no artigo 28. Outro ponto importante é a criação dos Fundos Nacional, Estadual e Municipal da Juventude. Estes estarão ligados aos conselhos e permitirão financiar projetos que tenham como objetivo o jovem como público-alvo. Em algumas cidades e estados já existem a figura dos conselhos. Com a lei, passa a ser obrigatório.

Os relatores do projeto reservaram um capítulo somente para garantir o respeito à representação juvenil nos órgãos e mecanismos de fiscalização da coisa pública. É o capítulo VII. Um dos pontos de destaque é o artigo 30, que assegura em lei federal a participação e a organização estudantil. Isto é importante, pois, ainda existem diretorias de ensino que criam empecilhos a criação de grêmios estudantis nas escolas e de centros e diretórios acadêmicos, em faculdades e universidades. Agora, a lei  fundamenta e apoia a criação destes espaços, e permite que os estudantes tenham “direito a voz e ao voto nos colegiados de curso, conselhos universitários, de coordenação de ensino, pesquisa e extensão” e demais departamentos. E a escolha deve ser feita por eleições diretas, nada de indicação ou consenso, desde que devidamente matriculados.

Amanhã, a Agência Atitude tratará dos aspectos que estimulam o protagonismo juvenil como base para o documento.

A Secretaria de Estado da Saúde está com inscrições abertas para os estudantes universitários interessados em participar do programa “Jovens Acolhedores” em hospitais estaduais. Do total de 817 bolsas, 12 são para a região, lembrando que não há necessidade de o universitário estar matriculado na área da saúde. Para participar, os candidatos devem ser alunos de qualquer faculdade conveniada com a Secretaria, lembrando que as inscrições vão até amanhã, devendo ser feita através do site http://www.jovensacolhedores.saude.sp.gov.br.

Ao realizar a inscrição, o estudante passará por um processo de seleção. A primeira etapa será um sorteio eletrônico, realizado no próximo dia 14, às 17 horas. A relação será publicada no site do projeto, além disso, o estudante receberá um e-mail e também um torpedo SMS (para os que derem autorização). Após este procedimento, os candidatos passarão por um treinamento específico.

Dentre as atividades exercidas pelos jovens está o primeiro contato com os pacientes que chegam aos hospitais. O treinamento é feito para que eles saibam como amparar estas pessoas e seus acompanhantes. “É ele quem vai dar o encaminhamento e fornecerá as informações necessárias”, frisa Neil Boarett, coordenador do projeto.

Segundo ele, o benefício da atuação do jovem é a bolsa de estudo no valor da mensalidade. A Secretaria de Estado da Saúde arcará com R$ 350, sendo que o restante ficará a cargo da própria instituição de ensino, não tendo nenhum critério socioeconômico para ser contemplado. Os estudantes poderão ter permanência máxima de um ano no projeto, além de estarem matriculados até o penúltimo ano da graduação.

O candidato deverá ter disponibilidade de ir ao hospital de segunda à sexta-feira. A carga horária é de 20 horas semanais. É importante lembrar que a unidade desejada deve ser escolhida pelo candidato no ato da inscrição.

Publicado por: Mogi News
Em: 07/06/11
Por: Laíla Kamegasawa

A coluna “Por Dentro do Brasil” de hoje traz diversas notícias que foram publicadas na mídia impressa e que interferem diretamente a vida crianças, adolescentes e jovens. Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que a taxa de desemprego entre as pessoas de 15 a 24 anos subiu de 14,4% para 15% em abril. Outra notícia que repercute é o fato da presidente Dilma Rousseff vetar a distribuição da cartilha anti-homofobia, que tem gerado polêmicas nas últimas semanas. E outro destaque também, da Gazeta do Povo-PR, é a constatação que existem quase 12 mil jovens entre 12 e 18 anos internados por conta de atos infracionais, medida que deveria ser usada em último recurso. Leia mais no rodapé deste blog.

O destaque da coluna “Por Dentro do Brasil” de hoje é para o aumento do número de jovens no mercado de trabalho, divulgado pelos principais jornais do País. Dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) revelam que o número de empregos com carteira assinada na faixa entre 16 e 17 anos cresceu 19%. Leia mais aqui. Outro assunto que tem tido bastante reflexão no Brasil e também em Mogi das Cruzes é o bullying. Em Belo Horizonte-MG, a Câmara aprovou uma lei municipal que estabelece uma série de medidas contra os praticantes deste tipo de intimidação entre crianças e adolescentes nas escolas. Leia mais aqui.

%d blogueiros gostam disto: