Adolescente segue desaparecido

Os policiais militares envolvidos no desaparecimento do estudante Alan Patrick Soares, de 17 anos, foram indiciados por homicídio e ocultação de cadáver. O indiciamento ocorreu depois que os sargentos Takano e Carlucci, o cabo Silveira e o soldado Carvalho foram interrogados na sede do Presídio Militar Romão Gomes, na zona norte da capital. O garoto sumiu no dia 11 de março.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto, explicou ontem, em nota publicada no site do governo, o afastamento do tenente-coronel Paulo Roberto Madureira Sales, e do capitão da Força Tática, Eduardo Rangel, do 17º Batalhão da Polícia Militar Metropolitano (BPM/M). “A tropa tem de ser cobrada, tem de haver mais compenetração por parte do capitão, ele é o elo entre aquela tropa e o comando. Ele tem de exigir de seu policial e tem de ter discernimento para saber qual policial não serve para trabalhar na rua e deve ser recolhido para um trabalho interno”.

Os quatro policiais estão detidos no Romão Gomes desde o dia 14. Na ocasião, o comandante do 32º Batalhão, Aparecido Pavanelli, ordenou a prisão temporária dos suspeitos para que nada atrapalhasse a investigação. Pavanelli reforçou que a Polícia Militar não compactua com crimes cometidos por representantes da corporação.

“A partir do momento em que eles foram indiciados, estes policiais deixaram de ser suspeitos para se tornarem acusados”, explicou o porta-voz do 32º Batalhão, o capitão Felício Kamiyama.

Histórico
Os quatro policiais são suspeitos de perseguir o jovem até Suzano após um roubo em Mogi. Uma testemunha alega ter visto o garoto ser abordado pelos PMs. Um agasalho dele foi encontrado no rio Guacá, em Bertioga, com marcas de tiro.

A PM aguarda as perícias de um vídeo de uma empresa localizada na estrada do Areião e o exame de DNA do vestígio de sangue encontrado na parte traseira da viatura com o sangue da mãe do estudante, a comerciante Jaqueline Rose Lago Soares, de 33 anos.

Publicado por: Mogi News
Em: 31/03/2011
Por: Vivian Turcato