Archive for abril 6, 2011


O destaque para a coluna “Por dentro do Brasil” de hoje é que os principais jornais do país publicaram reportagens sobre a proposta do Conselho Nacional de Educação (CNE) em apresentar seu parecer sobre um papel mais autônomo para as escolas públicas para as novas diretrizes curriculares do ensino médio.

A votação que estava programada para ocorrer hoje, foi adiada e não tem data para ser retomada. Os conselheiros avaliaram que é preciso mais tempo para aprofundar o debate. Saiba mais sobre o assunto aqui. Confira os principais assuntos do dia no rodapé do blog.


O jovem Diego de Almeida Souza, de 19 anos, está desaparecido desde o dia 21 de março. Ele foi visto pela última vez às 15h30 na rua Nicolau, no Jardim Emília, em Arujá, vestia blusa preta e branca, bermuda roxa e tênis preto. Telefones: 7164-3356 e 4656-4212.

Os deputados estaduais que representam o Alto Tietê irão cobrar providências do Comando Geral da Polícia Militar sobre os casos de violência policial recentemente registrados na região. Eles querem que o sumiço do jovem Alan Patrick Soares, em Suzano, e o assassinato do desempregado Dileone Lacerda de Aquino, em Ferraz de Vasconcelos, sejam esclarecidos o mais breve possível.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, deputado José Candido, enviará requerimento ao comandante geral da Polícia Militar de São Paulo, Álvaro Camilo, solicitando a apuração dos fatos. “Acredito que tudo isso seja resultado da falta de preparo psicológico do efetivo da PM. Sabemos que estes profissionais recebem pouco e a ferramenta de trabalho deles é uma arma de fogo. Há a necessidade de se repensar o trabalho na área psicológica”, argumentou.

Está será a mesma atitude da deputada Heroilma Tavares (PTB). “Pedirei mais explicações ao Comando Geral da PM sobre estes casos, além de solicitar providências”, revelou. Heroilma disse ainda que a Frente Parlamentar poderá abordar esta questão. “É de fundamental importância a integração dos deputados estaduais para questões na área de segurança para a nossa região”, opinou.

O deputado Luiz Carlos Gondim (PPS) disse que está estudando a melhor maneira para solicitar providências ao Comando da PM. Gondim deixou claro que estes casos de abuso policial, na sua análise, prejudicam a imagem da PM. “Todas as condutas arbitrárias são prejudiciais. Precisamos estudar a fundo este problema para saber o que é melhor para todos”.

Acreditando que toda a Polícia Militar não pode ser julgada por estes casos, o deputado Estevam Galvão (DEM) argumentou que o problema é a presença de “maus policiais”. “É uma porcentagem muito pequena de todo o efetivo da PM que pode ser considerada como maus policiais. Mas é claro que essas atitudes respigam na corporação”, disse.

Casos
Os dois casos que chocaram o Alto Tietê aconteceram em um intervalo de apenas um dia.
Há aproximadamente um mês, o estudante Alan Patrick Soares, de 17 anos, teria saído de Suzano com o amigo Bruno Henrique da Silva Santo, de 19 anos, para roubar uma moto em Mogi das Cruzes. Desde então seu corpo está desaparecido.

No dia seguinte, o desempregado Dileone Lacerda de Aquino, de 27 anos, levou um tiro no peito no cemitério Parque das Palmeiras, no Núcleo Itaim, em Ferraz, por PM´s do 29º Batalhão. O caso só foi noticiado esta semana com a divulgação da ligação feita por uma mulher ao Centro de Operações da PM (Copom) de São Paulo. Ela teria visto o crime e anotado as placas da viatura.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 06/04/2011
Por: Vivian Turcato

Fim da indecisão. O juiz Alberto Alonso Munhoz, do Fórum de Brás Cubas, garantiu que os julgamentos de Juliano Aparecido de Freitas, o Dumbão, e Vinícius Parizzato, o Capeta, vão acontecer nos meses de maio e setembro deste ano. Eles são dois dos três skinheads acusados de obrigar os mogianos Flávio Augusto do Nascimento e Cleiton da Silva Leite a pular de um trem em movimento em 2003.

Apesar de os meses estarem definidos, o juiz afirmou que ainda não é possível dizer em que data específica os júris vão acontecer. Isso porque ele terá de remanejar a pauta atual de julgamentos. Ainda segundo o juiz, só foi possível voltar atrás na decisão de adiar os julgamentos para maio de 2012 porque as audiências previstas para o próximo dia 3 não são de júri.

“Tenho de dar prioridade para o réu preso, conforme o Código de Processo Penal. O preso tem o direito de ser julgado antes. Estou de mãos atadas e preciso passar o réu preso na frente. Só consegui manter o julgamento para maio porque verifiquei que as audiências do dia 3 não são de júri, ou seja, não entrou réu preso no lugar. Então, vou remanejar essa pauta e fazer o julgamento (de Dumbão) em maio. O mais provável é que não seja no dia 3”, explicou o magistrado. Ele também afirmou que provavelmente o júri ocorra em uma das sextas-feiras do mês que vem. Dos dias da semana, as sextas-feiras são as que permitem com mais tranquilidade uma alteração, pelo fato de não serem dias de audiências.

O juiz explicou, ainda, que tomou a decisão de manter os julgamentos para este ano ainda na tarde de segunda-feira. “Foi já no fim da tarde. Achava que tinha entrado júri de pessoas presas”, explicou.

Julgamento
O julgamento de Dumbão vai começar às 13 horas e será realizado no Fórum de Mogi das Cruzes. Segundo o juiz, o júri deverá começar em um dia, ser interrompido à noite e terminar no dia seguinte. Estima-se que o júri dure pelo menos sete horas. “É um caso de repercussão em que as partes vão querer aproveitar todo o tempo disponível. É um júri complexo, com oitivas de várias testemunhas e talvez avance ao longo da noite”, explicou.

Imprensa
O julgamento será aberto à Imprensa. Assim que a data estiver definida, o juiz convocará uma entrevista coletiva para dar detalhes de como funcionará a audiência. Ele já adiantou, no entanto, que não poderão ser registradas gravações de áudio ou imagens de dentro do Fórum.

Publicado por: Mogi News
Em: 06/04/2011
Por: Willian Almeida


A Escola Ambiental de Mogi das Cruzes recebeu ontem cerca de 30 crianças da várias regiões do Estado de São Paulo, que visitaram as instalações da unidade e participaram das atividades voltadas para a preservação do meio ambiente.

As crianças, que estavam na região em razão do evento chamado de Adventure Camp, no qual atletas participam de caminhadas, corridas e outros esportes, passaram a tarde na escola.

As crianças conheceram o laboratório, em que puderam ter contato com o microscópio e ver organismos e estruturas de vegetais, visitaram a estufa, repleta de mudas de árvores nativas da mata atlântica, e passaram também pelas hortas e pelo jardim sensorial, onde sentiram o aroma, o sabor e a textura das plantas medicinais.

Minhocas
Outro local interessante e que atraiu olhares curiosos dos pequenos foi o minhocário de vidro (criação de minhocas). O passeio foi encerrado com uma deliciosa salada de frutas servida para as crianças. A Escola Ambiental de Mogi das Cruzes tem como objetivo formar educadores para trabalharem a questão ambiental com os alunos da rede municipal de ensino. O local recebe com frequência a visita de estudantes. Os educadores da Escola Ambiental também vão às escolas para ministrarem palestras sobre o tema meio ambiente. A escola fica no distrito de Jundiapeba.

Publicado por: Mogi News
Em: 03/04/2011
Por: Larissa Almeida

As unidades básicas de saúde 24 horas da cidade, que ficam no Jardim Universo, em Jundiapeba, e César de Souza passarão a integrar o sistema Pró-Criança em suas instalações. O anúncio foi feito ontem pelo prefeito Marco Aurélio Bertaiolli (DEM) durante a inauguração do posto de saúde do Jardim Ivete, que deve beneficiar 25 mil pessoas.

A mudança, que pretende desafogar o atendimento e diminuir as filas no Pró-Criança no Mogilar, deve acontecer a partir do dia 16 de abril, quando os postos de saúde aumentam sua capacidade e começam a atender como Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Bertaiolli também falou ontem sobre o Sistema Integrado de Saúde (SIS), que já possui 120 mil mogianos inscritos e será lançado na próxima terça-feira em uma reunião pública no Theatro Vasques, às 10 horas.

Na edição de ontem, o Mogi News denunciou o caos no atendimento no Pró-Criança do Mogilar. Alguns pacientes esperaram em média três horas e meia para serem atendidos. A demora teria sido causada porque os médicos de plantão saíram para almoçar na mesma hora. Na ocasião, a Secretaria de Saúde informou, por meio de nota, que além do movimento acima do normal provocado pelo surto de conjuntivite, houve problema com a falta de uma das médicas em razão de um problema pessoal.

De acordo com o prefeito, a descentralização do Pró-Criança irá proporcionar atendimento mais rápido, principalmente para quem mora em bairros mais distantes da área central. “O posto do Jardim Universo será o primeiro a contar com o serviço. Terá um pediatra 24 horas, sala de raio X, farmácia e ambulância de plantão na porta”, garantiu. “Hoje, o Pró-Criança recebe todos os encaminhamentos das demais unidades, e não consegue atender com rapidez a demanda porque é apenas um. Com esta descentralização, isso deve melhorar”, continuou.

Na próxima terça, a Prefeitura vai lançar o SIS, que irá integrar todos os equipamentos de saúde da rede pública. Com um cartão, o paciente terá todos os seus prontuários, receituários e consultas registradas de forma integrada, facilitando o atendimento e continuidade do tratamento em unidades de saúde diferentes. Com toda a rede informatizada, será possível marcar consultas nos postos de saúde, pelo telefone e pela Internet.

Publicado por: Mogi News
Em: 03/04/2011
Por: Jamile Santana

Três creches mogianas interromperam suas atividades por conta do surto de conjuntivite que afeta a cidade desde o início deste mês. As escolas infantis chegaram a fechar as portas por uma semana pela doença que afetou alunos e professores. Em uma das creches, 20 crianças contraíram a infecção e as aulas foram suspensas até a quarta-feira da próxima semana. Somente neste ano, 6 mil casos de conjuntivite foram registrados pela Secretaria Municipal de Saúde.

Para tentar evitar que a doença se espalhe ainda mais, os funcionários das creches adotam medidas preventivas simples, como a higienização geral dos utensílios e a utilização de álcool em gel. Porém, mesmo com a prevenção, fica difícil controlar a situação. A diretora Dayane Sartorato, de uma das creches que ficaram fechadas na última semana, mas que já abriu as portas, o Centro de Convivência Infantil Integrado (Ceim) Antônio Boz Vidal, em César de Souza, orientou todas as professoras para que tomassem cuidado com as mãos e mantivessem o cuidado redobrado com a higienização do ambiente escolar.

Mesmo assim, oito funcionárias contraíram a doença, assim como cinco crianças. “As aulas foram retomadas, mas o quadro ainda não está completo”, disse Dayane. “Outras três funcionárias ficaram com conjuntivite ontem e precisaram se afastar”.

O pequeno João Vitor Santos Amaral, de 4 anos, foi um dos que ficaram doentes. Ele conta que a mãe também pegou a doença e os dois precisaram se tratar com soro. “Meus olhos ficaram vermelhos”, disse o menino. “Arde e coça. Não quero pegar isso de novo”.

Mais casos
A creche com o maior número de casos foi a Horácia de Lima Barbosa, no Jardim São Pedro, que teve 20 casos de contágio, das 150 crianças matriculadas, além de oito das 20 funcionárias, e fechou suas portas na manhã de sexta-feira passada. Um cartaz foi colocado na entrada da escola avisando aos pais dos alunos que as aulas estão suspensas pelos próximos dias por causa do surto.

A creche El Shadday, na Vila Nova Aparecida, também teve suas atividades interrompidas, mas voltou a funcionar na manhã de sexta, quando a direção resolveu que o problema está controlado.

Publicado por: Mogi News
Em: 03/04/2011
Por: Guilherme Peace

%d blogueiros gostam disto: