Envolvida há quase quarenta anos com educação, a professora e diretora de escola Cristiane Donschke de Azevedo, de 60 anos, é uma das profissionais mais respeitadas de Suzano. Filha, sobrinha e esposa de professor, Cristiane assumiu por oito anos a direção de uma das principais instituições de ensino da cidade, a Escola Estadual Professor Geraldo Justiniano de Rezende, e contribuiu para a criação do curso de História na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), onde lecionou por 20 anos.

Em entrevista ao Diário do Alto Tietê, a esposa do também professor, Suami de Paula Azevedo, afirmou que os docentes, hoje, trabalham em condições muito difíceis, “sem segurança e capacitação adequada”, e defendeu um investimento por parte do governo estadual direcionado aos profissionais da área, que hoje são desrespeitados pelos alunos e também pela comunidade.

Ela destacou ainda os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp) referentes à Suzano, que ainda está muito abaixo do ideal. “Houve um recuo significativo em relação ao rendimento em sala de aula. Os índices precisam ser analisados, mas devem ser usados para melhorar o projeto pedagógico. Não adianta só avaliar, ver que está ruim e não tomar nenhuma atitude séria”.

Leia a entrevista completa aqui.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 10/04/2011
Por: Cibelli Marthos