A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa vai vistoriar a ala de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da Santa Casa de Suzano. A ação é reflexo da solicitação do deputado estadual Luiz Carlos Gondim Teixeira (PPS) na tribuna do parlamento, na última quarta-feira. Ele tem experiência em situações como esta, quando a Santa Casa de Mogi das Cruzes registrou nove óbitos de bebês entre novembro de 2009 e fevereiro de 2010. O grupo se reunirá na próxima terça-feira para definir a data da vistoria.

Mesmo com o presidente dessa comissão, o deputado estadual Marcos Martins (PT), ter declarado ao DAT que “precisa de dados mais concretos”, Gondim argumentou que a vistoria está totalmente confirmada. “Vamos, sim, à Santa Casa de Suzano. Dezessete mortes é um número absurdo”, opinou.

Para o deputado Estevam Galvão de Oliveira (DEM), o caso deve ser tratado com a máxima seriedade possível. “É preciso verificar a real causa das mortes, essa situação não é normal. Mais de 17 mães entraram na Santa Casa para dar à luz e saíram de lá sem seus filhos nos braços. Essa perda é irreparável. Nessas condições, que mãe vai ter coragem de ter seu filho na Santa Casa de Suzano?”, questionou.

Como já era esperado, o deputado José Candido (PT) não quis se comprometer em uma vistoria ou fiscalização na área de “comando” de seu filho (prefeito Marcelo Candido – PT). “Os trabalhos já estão sendo feitos. Não posso fazer nada neste momento”, simplificou.

O deputado André do Prado (PR) afirmou que levaria o caso ao secretário de Estado da Saúde, Giovanni Guido Cerri. “Vamos solicitar a atuação da Secretaria de Estado de Saúde para esses casos, que, infelizmente, estão aumentando gradativamente”, opinou.

Gondim protocolou na tarde de ontem um requerimento de informação na pasta de Cerri questionando o Estado sobre as condições de atendimento na Santa Casa. Já Estevam afirmou por nota que já solicitou uma vistoria da Vigilância Sanitária do Estado na Santa Casa.

Prontuário

A Comissão de Saúde da Câmara de Suzano solicitou, por meio de um ofício protocolado ontem na Secretaria Municipal de Saúde, o envio do prontuário completo da criança que morreu vítima de meningite no Pronto-Socorro Municipal esta semana.

O presidente do grupo, o vereador Israel Lacerda (PTB), explicou que a comissão, em comum acordo, decidiu essa ação para investigar a possibilidade de a contaminação ter ocorrido nas dependências do PS. “Com o prontuário teremos mais dados para concluirmos mais essa etapa da investigação na área da saúde de Suzano”, comentou.

Publicado por: Diário do Alto Tietê
Em: 27/05/2011
Por: Vivian Turcato